TENDÊNCIAS FEMININAS

TENDÊNCIAS FEMININAS

Do home office ao passeio:
3  tendências femininas irresistíveis para o inverno

As mulheres estão sempre vivendo sob “regras”. Quando não são as do corpo orgânico,  são do corpo físico, quando não são de corpo nenhum, vêm de fora. Mas, ainda bem,  temos visto, cada vez mais, elas serem o que quiserem.  Por isso, a questão do conforto já vinha ganhando mais espaço entre elas. Mas depois  do home style que tomou conta na pandemia, nada abaixo disso é aceito. Porque outra  regra que caiu (e ainda bem) é que não precisa mais escolher roupa de ficar em casa e  roupa de sair – inclusive no inverno. 

Por exemplo, o oversized – que Adidas e Vans já vêm trazendo pra reforçar um visual  mais relaxado e estiloso – também têm inspirado marcas como Fear of God, Zara e até Gucci. Então, podemos dizer que não tem mais filtro e veio pra ficar.  Mas não necessariamente daquele jeito super largado e convencional dos anos 80. A  modelagem associada ao oversized ganhou incrementos muito legais que suavizam o  efeito e possibilitam mais opções na hora de decidir que roupa vestir.  

Assim, dá pra ficar confortável, sem parecer que você se arrumou pra dormir por três  dias. Duvida? Há algum tempo atrás, também não tínhamos tanta certeza, então  confere aqui 3 tendências, que provam isso – e como combinar no inverno pra ir à praia ou no jantar romântico, visitar as amigas ou maratonar o netflix no sofá de casa.

Tons terrosos

Embora a paleta de cores tendência do inverno 2021 tenha vindo bem marcada com  cores vibrantes, o equilíbrio foi definido com a inclusão clássica de tons terrosos.  Dessa vez, porém, além do marrom, nos deparamos com uma cartela mais variada de rosa claro, cores cruas, e uma espécie de verde bem agradável, a exemplo das cores definidas pela pantone: adobe, pale rosette, rose tan, coconut cream, almond oil, sand,  whisper pink e soybean.

Não à toa: podemos ver todas essas cores na natureza, e o contato com ambientes  externos e naturais está sendo uma necessidade urgente de todos nós. Afinal, se a coisa  do isolamento já nos levava pra dentro, imagina no inverno? 

Essas cores trazem calma, conforto e um quê de elegância bem agradável. De certa  forma, acho que remetem à praia, mar, areia, céu, pedras, àquele verdinho meio  apagado e charmoso das temporadas mais frias. E tudo isso traz um sentimento de  aconchego e bem-estar orgânicos, puros, verdadeiros. Peças nessas cores são muito versáteis e podem ser usadas com outras da mesma cor  para parecer um conjunto mas também é possível fazer um degradê escolhendo tons próximos e brincar com isso.  Por exemplo: uma camiseta pode ficar muito bem com calças estilo alfaiataria ou jeans.  E ainda podem ser combinadas com casacos mais escuros se a idéia for dar mais  formalidade ou com acessórios coloridos que quebrem a “monotonia”. 

Basicamente, elas se adequam e se encaixam em qualquer mood e para qualquer  ocasião, sem limitar nossos movimentos e intenções diários: do jeitinho que a gente  gosta. 

Cava caída

A cava caída, um clássico dos anos 90, vem agora adaptada e super bem aceita. O único  problema é que antes sempre parecia que a gente estava usando a roupa de uma pessoa  bem maior que nós.  Mas quando ela vem acompanhada de outros detalhes, fica claro que foi feita para nós.  Por exemplo: bordados, elementos mais delicados, cores mais arrojadas e até outros  formatos ajudam a quebrar o aspecto “roubei de alguém‟.

Inclusive, na versão cropped elas ficam perfeitas porque podem ser combinadas  também com peças de cinturas mais alta, permitindo muita flexibilidade na hora de  montar qualquer look sem destoar do aspecto jovial que esse tipo de cava oferece.

Box e shacket

A estrutura tipo box pode ser aplicadas em qualquer tipo de peça. E talvez por isso  conquistaram as marcas e as pessoas, já que são práticas e versáteis. Já as jaquetas estilo shacket renovam uma tendência antiga e trazem funcionalidade.  Servem pra ir jantar, fazer uma caminhada ou ver o pôr-do-sol na praia – com a  vantagem de serem um pouco mais leves. Elas têm um quê de urbano, mas não chegar a ser street e servem basicamente para  qualquer situação. Juntas, na mesma peça, então, elas dominam o mundo – ou pelo  menos nosso guarda-roupa no inverno.

Como a Empty vê

A cada coleção, buscamos trazer as tendências para o nosso mundo – não ao  contrário. E é isso que buscamos para quem veste Empty também: permitir que  cada um viva sua individualidade e preferências, de forma prática, livre e versátil. Estética é importante, mas para nós ela só faz sentido se vêm com  funcionalidade, conforto e autenticidade.

YOU NEED TO FEEL

PRODUTOS RELACIONADOS